Author Archive

Naquela tarde explodiram dentro de nós as vozes da revolução


06 maio

5.ª edição do Ciclo de Teatro e Artes Performativas MIMESIS da Universidade de Coimbra

apresenta

Naquela tarde explodiram dentro de nós as vozes da revolução

Sinopse: É fim de tarde. A notícia de que na capital a revolução começou e que os ditadores que há anos mantinham-se no poder foram derrubados e presos provocam diferentes reações. Um grupo de pessoas decide reunir-se num sítio secreto, à luz de velas, para discutir a criação de uma peça de teatro que desse conta das mudanças resultantes da revolução e do que seria da vida delas dali por diante. Um projeto inserido nas celebrações dos 50 anos da Revolução dos Cravos em Portugal.

Escrito e Concebido por Wagner Merije

Com: Hélder Grau Santos, Paula Vilela, Pedro Seixas e Vitor Raposo

Data: 26/05/2024  – Hora: 17:00 – Entrada livre

Local: Grémio Operário de Coimbra

Atividade paralela

Titulo: 50 anos do 25 de Abril: Memórias e Testemunhos

Data: 26/05/2024 – Hora: 18:00 – Entrada livre

Local: Grémio Operário de Coimbra

Sinopse: Trata-se de uma conversa que reunirá as novas e antigas gerações para dialogar sobre o 25 de Abril de 1974, quando eclodiu a Revolução dos Cravos em Portugal.

Apoio: Universidade de Coimbra

Realização: Motivos Alternativos & Aquarela Brasileira

Informações: faleaquarela@gmail.com

Share

Liberdade, a arte está na rua! conta com Ulysses & Orpheu


13 abr

O duo Ulysses & Orpheu, formado por Wagner Merije (Brasil) e Hélder Grau Santos (Portugal) foi uma das atrações do projeto Liberdade, a arte está na rua!, que tomou conta da zona histórica de Coimbra, em Portugal, para celebrar os 50 anos da Revolução dos Cravos.

A apresentação, com música e poesia, ocorreu em frente à Sé Vellha de Coimbra.

Share

Visões de Mundos – História vs Ficção


19 mar

O escritor e músico Hélder Grau Santos, junto com o escritor, Doutor em Letras e criador multimedia Wagner Merije, participam do projeto VISÕES DE MUNDOS – História vs Ficção.

No evento os autores apresentam seus livros mais recentes, CircumNatação (2023) e Sol do novo mundo – Fatos e curiosidades sobre a Independência do Brasil e outras guerras e revoluções que impactaram o mundo (2022), dialogam com outros criadores e apresentam uma pequena tertúlia com música e poesia.

A proposta é discutir as fronteiras da história e da ficção nos livros e na vida, apresentando relatos que passam por Portugal, Brasil, Tibet e outras regiões do planeta.

Data: 23/03/2024 – Sábado

Horário: 17:00h – 19:00h

Local: Samambaia – Rua da Voz do Operário, 13 – Lisboa – Portugal

Acesso: Livre

Informações e contatos: faleaquarela@gmail.com

Realização: Samambaia & Aquarela Brasileira

SOBRE OS AUTORES

Hélder Grau Santos, criador de heterónimos artísticos como Asa de Borboleta, Anthony Clown, Poeta G e The Grauº (entre outros), é treinador de natação, professor do ensino básico, músico e escritor. Após um périplo de oito meses pela região dos Himalaias, trouxe plantado nos sonhos este livro, narrado pela voz etérea da nadadora mais teimosa de todos os tempos: Asa de Borboleta! É autor de CircumNatação (2023), O Livro das Canções (2021), Os Segundos Nomes (2020), dentre outras publicações. www.aquarelabrasileira.com.br/circum_natacao

Wagner Merije é Doutor em Letras pela Universidade de Coimbra (Portugal). Atua na área de Humanidades, com ênfase nos Estudos Literários, Culturais e Interartísticos. Também é jornalista, educador, escritor, editor e gestor cultural. É autor de Sol do novo mundo – Fatos e curiosidades sobre a Independência do Brasil e outras guerras e revoluções que impactaram o mundo (2022), Conhece-te a ti mesmo – Pensamentos e práticas à procura de novas primaveras (2021), Astros e Estrelas – Memórias de um jovem jornalista em Londres (2017), Mobimento – Educação e Comunicação Mobile (2012) – finalista do Prêmio Jabuti 2013 na categoria Educação, dentre outros, além de artigos sobre suas áreas de atuação. Editou obras de Fernando Pessoa, Camões, Antero de Quental, Florbela Espanca, Camilo Castelo Branco, Mário de Sá-Carneiro, Camilo Pessanha, Pêro Vaz de Caminha, dentre outras. www.merije.com.br

Aquarela Brasileira Livros

Brasil – Portugal

faleaquarela@gmail.com

www.aquarelabrasileira.com.br

www.facebook.com/aquarelabrasileira

www.instagram.com/aquarelabrasileiramultimedia

www.youtube.com/@aquarelabrasileira

www.tiktok.com/@aquarelabrasileira_abm

Share

Peace Experience Day (InnerVoices)


29 fev

Celebremos a paz

Peace Experience Day_Coimbra_cartaz

“O objectivo do evento é explorar as possibilidades de felicidade para uma melhor comunicação e expressão artística e sensorial, beneficiar a saúde, melhorar os conhecimentos e proporcionar novas experiências para a nossa comunidade.

Os participantes são convidados a trabalhar a sensibilidade e o auto-desenvolvimento para a cura e a expansão pessoal e do multiverso. As práticas e partilhas diversas dirigidas à mente, ao corpo e a alma, unem ludicidade, conhecimento, arte, movimento e terapia.”

14.45 – Acolhimento
15:00h – 15.45 – Yoga para Famílias (crianças e adultos) @miriamjorge.yoga

16h – 16.30 – A importância da música na saúde e bem estar @wagnermerije

16.45h – 17:30h – Corpo e movimento – @direitofabio

17:45 – 18:45 – Dj suprasensorial plays `Love Spiritual Ecstatic Dance Music´ – Radio Suprasensorial

19.00h – Roda de abraços, paz, amor e abundância

no-at @yogandharmony

Evento no âmbito da XXVI Semana Cultural da Universidade de Coimbra

lugares limitados, reservas obrigatórias

Uma realização Peace Shaanti Zen  www.youtube.com/@PeaceShaantiZen

Share

Ecos do Mondego – Vozes e Diálogos


26 fev

“Ecos do Mondego – Vozes e Diálogos” reúne escritores e artistas de Portugal, Brasil, Angola e outros países num intercâmbio de literaturas, músicas, artes visuais e conhecimento. Uma proposta aberta de diálogo, e conta com sketchs de teatro, lançamentos de livros, tertúlias, performances musicais, exibição de vídeos, exposições fotográficas e de artes plásticas.
O rio Mondego é o quinto maior rio português e o primeiro de todos os que têm o seu curso inteiramente em Portugal.

Ecos do Mondego_cartaz

Local: Coola Boola Colab – Coimbra – Portugal

09/03/2024 às 19:30 – 22:00

Entrada livre

Produção: Ulysses & Orpheu + Aquarela Brasileira

Share

Vozes Encantadas de Saramago


15 fev

VOZES ENCANTADAS DE SARAMAGO_arte Penacova

“Vozes Encantadas de Saramago” é um espetáculo lúdico inspirado nos livros “A Maior Flor do Mundo” e “O Conto da Ilha Desconhecida”, interpretado com vozes, sons e imagens a espraiar o encanto das palavras de José Saramago. É inspirador e cativante para todas as idades, especialmente para todos aqueles que mantêm o coração de criança.

Concepção e apresentação Wagner Merije

Local: Auditório Municipal de Penacova
Data: 08/03/2024 – Sexta-feira
Horário: 10:00h
Acesso livre

Informações e contactos: aquarelabrasileira.com.br

 

SOBRE O AUTOR

Wagner Merije (Wagner Rodrigues Araújo) é Doutor em Letras pela Universidade de Coimbra (Portugal). Atua na área de Humanidades, com ênfase nos Estudos Literários, Culturais e Interartísticos. Se dedica ao estudo da distopia e da utopia, das obras de José Saramago e de Ignácio de Loyola Brandão, e da poesia em língua portuguesa.

Share

Doutor (PhD) pela Universidade de Coimbra (Portugal)


19 jan

Wagner Merije (Wagner Rodrigues Araújo) é Doutor em Letras pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Se você preferir, PhD in Letters from the Faculty of Arts and Humanities of the University of Coimbra.

A Universidade de Coimbra, erguida em 1290, e considerada hoje uma das cinco mais antigas do mundo, é uma referência histórica para o Brasil desde a época colonial.A instituição, a primeira universidade de Portugal e a única de todo o reino português por centenas de anos, acolhe brasileiros desde o século XVI.

Coimbra, a “Lusa Atenas”, que se impõe a partir das colinas sobre o Rio Mondego, no centro de Portugal, construída por romanos, mouros, portugueses e gente de todo o mundo, monumento do passado eterno, berço de nascimento de seis reis de Portugal, antiga capital do país (entre 1131 e 1255), teve papel fundamental nos rumos dos acontecimentos da Independência do Brasil, mas a relação da cidade com o Brasil vem desde o início do século XVI.

Um dos primeiros portugueses a respirar o ar do Brasil foi o frade franciscano Henrique Soares de Coimbra, que desembarcou com Pedro Álvares Cabral e seus marinheiros na baía de Santa Cruz de Cabrália, no litoral sul da Bahia em 1500 sob as ordens de D. Manuel I, Rei de Portugal na época. No dia 26 de abril daquele ano, o primeiro domingo após a Páscoa, o religioso rezou a primeira missa no Brasil, no ilhéu da Coroa Vermelha, na Bahia, assistida pela tripulação das caravelas à distância, enquanto que em terra firme era assistido por cerca de 200 indígenas. Poucos dias depois, em 1º de maio, Frei Henrique de Coimbra celebrou sua segunda missa em solo brasileiro.

Por Coimbra passaram nomes curiosos ligados ao Brasil e Portugal. Dois ex-estudantes da Universidade de Coimbra, Manuel da Nóbrega e José de Anchieta, estão entre os fundadores da cidade de São Paulo. Antes, Nóbrega já havia ajudado a fundar Salvador, na Bahia. Gregório de Matos, que nasceu em 1636 em Salvador, e por causa de seus versos e sátiras recebeu o apedido de “Boca do inferno”, em 1661 formou-se na Universidade de Coimbra. Um dos líderes da “Inconfidência Mineira”, Tomás António Gonzaga, ainda hoje estudado por seu poemário Marília de Dirceu, era filho de mãe portuguesa e pai brasileiro e se tornou bacharel em Leis em 1768 na Universidade de Coimbra. Gonçalves Dias, um grande expoente do romantismo brasileiro e da tradição literária conhecida como “indianismo”, escreveu em Coimbra, enquanto estudava na Faculdade de Direito, a “Canção do Exílio”, um dos poemas mais conhecidos da literatura brasileira, o que lhe valeu o título de poeta nacional do Brasil. José Bonifácio de Andrada e Silva ainda hoje é conhecido como o “Patriarca da Independência” do Brasil, foi estudante e professor na Universidade de Coimbra. Bernardino Machado, nascido no Rio de Janeiro, também foi estudante e depois professor catedrático na Universidade de Coimbra. Teve uma carreira política marcante e cheia de reviravoltas, sendo eleito presidente de Portugal por duas vezes, em 1915 e em 1925.

Alguns ex-presidentes do Brasil receberam o título de doutor honoris causa da Universidade de Coimbra, como foi o caso de Luiz Inácio Lula da Silva (2011), Fernando Henrique Cardoso (1995), Tancredo Neves (1985), José Sarney (1986), Juscelino Kubitschek (1960) e João Café Filho (1955). A Universidade de Coimbra também já conferiu o título de doutor honoris causa a outros brasileiros de destaque, como como Gilberto Freyre, Florestan Fernandes, José Murilo de Carvalho, Francisco Amaral Neto, Gladstone Chaves de Melo, Júlio Afrânio Peixoto, Hilário Veiga de Carvalho ou Evanildo Cavalcante Bechara.

As relações de Coimbra e Brasil e Brasil e Coimbra, como não podia deixar de ser, conta com vários portugueses conhecidos, como o Padre António Vieira (Lisboa, Portugal, 6 de fevereiro de 1608 –  Salvador, Brasil, 18 de julho de 1697), uma das mais influentes personagens do século XVII em termos de política e oratória, que se destacou como missionário em terras brasileiras. Miguel Torga emigrou para o Brasil, em 1920, ainda com treze anos, para trabalhar na fazenda do tio, proprietário de uma fazenda de café em Minas Gerais. Em 1928 entrou para a Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra. O autor de Uma Abelha na Chuva, Carlos de Oliveira, nasceu a 10 de agosto de 1921, em Belém, estado do Pará, no Brasil. Filho de imigrantes portugueses, mudou-se aos dois anos para Portugal. Em 1933 Carlos de Oliveira muda-se para Coimbra, com o fim de prosseguir os estudos liceais e universitários, ingressando na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. O ensaísta, professor universitário, filósofo e escritor, Eduardo Lourenço, foi estudante de Ciências Histórico-Filosóficas na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC) onde começou a sua carreira acadêmica, como professor assistente. A lista é longa em várias áreas do conhecimento.

Concluído ao longo de seis anos, este doutoramento representa uma longa estrada dedicada à segunda coisa mais nobre ao nosso alcance: aprender. Até aqui foi uma vida inteira voltada para o aprimoramento contínuo, criativo e crítico.

Tenho sinceros agradecimentos a fazer:

Aos meus antepassados (entes presentes) e a toda a minha família, aos meus amigos de toda parte; Às professoras e professores de outros tempos; Às Professoras Doutoras Orientadoras Ana Paula Arnaut e Marinei Almeida, por todos os aprendizados; Aos professores da FLUC, funcionáros e funcionárias da FLUC e à toda a comunidade da Universidade de Coimbra.

Dai-me, Senhor, a perseverança das ondas do mar,

que fazem de cada recuo, um ponto de partida para um novo avançar.

Cecília Meireles

Para navegar contra a corrente são necessárias condições raras:

espírito de aventura, coragem, perseverança e paixão.

Nise da Silveira

Para fazer o download da tese: https://merije.com.br/wp-content/uploads/2019/01/JS-e-ILB-entre-a-utopia-e-a-distopia_tese-completa-Wagner-Rodrigues-Araújo-FINAL_07022024.pdf

www.cienciavitae.pt/pt/4A16-A144-81DA

www.merije.com.br

www.aquarelabrasileira.com.br

www.mvmob.com.br

Share

HeartPhone


19 dez

HeartPhone_PT

Esta conferência (conversa)é fruto de anos e anos de envolvimento com a música em todas as suas esferas. O autor alia a sua investigação à de outros estudiosos do tema em busca de expandir as fronteiras do que se sabe sobre os diversos fenômenos associados ao encadeamento mágico de notas e acordes que produzem som e música.

Entre os tópicos abordados estão estudos sobre a exposição de bebês e crianças ao som e à música desde a tenra idade; como o acesso à educação musical pode contribuir para melhorar o aprendizado; a música como terapia; a música e os sons como parte de rituais; as reações ao som, que podem variar de indivíduo para indivíduo e de coletivos para coletivos; como a música pode ser melhor apreciada nos vários momentos e locais onde se manifesta; as sensações que acordes maiores ou menores podem gerar para diferentes ouvintes; os vários gêneros e ritmos de música, entre outros assuntos.

O poder da música é oferecer momentos lúdicos e relaxantes para toda a família, para todas as idades, além de estimular o movimento do corpo e a conexão com a mente e a alma. Tudo isso emana harmonia, paz, amor, relaxamento, ludicidade. A Ciência está a provar que música faz bem para a saúde e bem-estar dos ouvintes e ajuda no desenvolvimento emocional, físico e psicológico. Ao estarmos expostos a boas músicas nos sentimos mais vivos, mais criativos, permitindo novos vôos.

Ponha seu HeartPhone e venha junto perceber os sons e músicas que o multiverso nos apresenta.

 

SOBRE O AUTOR
Wagner Merije é escritor, conferencista, jornalista, educador, editor, músico e criador multimedia. Sua formação heterodoxa tem o levado a apresentar trabalhos e criações em diversos países, em diferentes espaços de saber. Desenvolve investigações nos campos da literatura, música, áudio e imagem, comunicação e tecnologia, e como essas linguagens e as ferramentas tecnológicas podem contribuir para a emancipação de estudantes e educadores. Já criou projetos para escolas, universidades, empresas, órgãos governamentais internacionais, ONGs, galerias, festivais, feiras e congressos, sempre buscando unir linguagens e participantes. Já foi agraciado com distintos prêmios. Conduz várias iniciativas para a promoção da cultura, da inovação e do empreendedorismo no Brasil, em Portugal e em outros países. Ele é o criador do canal Peace Shaanti Zen no Youtube.

www.aquarelabrasileira.com.br/heartphone

www.youtube.com/@PeaceShaantiZen

Share

Radio Suprasensorial


23 nov

Ouça alguns sets do DJ SUPRASENSORIAL (Merije)
Listen to some sets from DJ SUPRASENSORIAL (Merije)

MusicTherapy for free souls, for all time, for all ages 

Para contratar o DJ Suprasensorial_To hire the DJ Suprasensorial

faleaquarela@gmail.com 

Want more:

www.merije.com.br/som

Share

Salomé+O Vencedor do Tempo_Fernando Pessoa


13 nov

Salomé+O Vencedor do Tempo_Fernando Pessoa_capa promo

 

 

Foto de Wagner Merije para o livro de Fernando Pessoa

Saiba mais em

www.aquarelabrasileira.com.br/salome-o-vencedor-do-tempo-fernando-pessoa

Share

Translate »