O Brasil protesta. Eu também

20 jun

O Brasil protesta, eu também!

Tem tanta coisa engasgada na garganta, tanta humilhação, tanta dificuldade nesse pais, que dá para entender os gritos nas ruas “O povo acordou! O povo acordou!!!”, “Verás que um filho teu não foge à luta”, e o melhor, “Sem violência! Sem violência!”

Sou cidadão, eleitor, profissional autônomo, comunicador, artista, arte-educador, em todas as escolas por onde passei, até a PUC-MG, estive envolvido com o movimento estudantil. Também participei de várias associações, mobilizações e fundação de entidades de classes e de lutas organizadas. Minha trajetória é longa e árdua, desde que me entendo por gente LUTO por um país melhor.

O aumento das passagens foi a gota d’água!

A roubalheira, os desmandos, as injúrias, as decepções e afrontas nesse país – muito mais do que o pais do futebol – já passam da conta há séculos.

Respeito todas as opiniões! E elas são muito diversas, o Brasil é muito grande.

Acontece que nesse momento percebo que os brasileiros, como um todo, estão juntos ao reconhecerem que o Brasil está muito aquém do que pode e vai chegar.

Estou nas ruas com meus recursos humanos e tecnológicos para mostrar a mobilização do povo brasileiro.

Estou ligado e conectado em todas as fontes de informação possíveis em busca de uma compreensão e de uma vivência ampla desse momento de real grandeza na história do Brasil e da humanidade.

Primavera Árabe, Indignados da Praça do Sol, Occupy Wall Street, Outono Brasileiro.

Desde o início das manifestações maiores em São Paulo, Porto Alegre, Belo Horizonte e outras cidades, como jornalista pela democratização da comunicação, como midialivrista e curioso pelas várias versões dos fatos, estou ecoando as vozes das ruas.

Optei por fazer de meu espaço no facebook um espaço de compreensão e diálogo, mas sem me alinhar a este ou aquele discurso.

Na verdade, ainda estou elaborando meu discurso, que passa pela democratização da comunicação, pela transparência e pela igualdade de direitos.

Desejo que todos participem, com consciência de nação.

#Vamos para as ruas: TODOS JUNTOS! Sem violência.

Por que o povo na rua é sinal de consciência e poder.

Share

Deixe seu comentário


oito + = 13


Translate »